VINOBLOK

BEM VINDOS
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter

04/06/10

Cláudio Cavalcanti (ator) " Não como nada que tenha tido cara"

Todos sabemos que a carne faz mal à saúde. Todos sabemos que a pecuária e os pastos destroem o meio-ambiente. Mas o motivo que me faz radicalmente vegetariano é a impossibilidade de aceitar que se mate um animal para comer.
Reconheço que é difícil vencer as tradições e uma cultura que se baseia na exploração e no sofrimento dos animais . O churrasco, os perus assados, os peixes recheados, as linguiças feitas de sangue, os presuntos com frutas e fios d'ovos, os blinis au caviar, os petit-fours com paté de foie gras, os tenros filets de vitelas, ou mesmo um simples cachorro-quente ou hamburguer, estão ancestralmente associados à festa, a reuniões de família, a Natal, a requinte, a fartura, ou simplesmente à saciedade, enfim, à alegria e ao prazer. Mas basta que se pense que aquelas "iguarias" são fruto da matança, do sangue, do berro de dor, do pavor, da tortura, do pânico, enfim, do sofrimento dos animais, para que tudo fique reduzido a uma sinistra e repugnante evidência da inconsciência em que se baseiam nossa tradições. Da mesma forma o couro, as peles, os óculos de tartaruga e uma lista de produtos que enfeitam ou agasalham vêm da dor e do sofrimento dos animais.
Tenho uma certeza absoluta. Nada justifica a tortura. Seja ela para alimentar o mito da saúde perfeita, através das experiencências feitas com animais. Seja ela para proporcionar qualquer tipo de prazer estético. Seja ela para "deliciar" o paladar
E aqui dou o meu testemunho: Quando se é vegetariano, nossa acuidade de paladar se transforma, se aguça a tal ponto, que passamos a ser capazes de distinguir o gosto do animal morto até mesmo num molho que aparentemente é apenas de tomate.
Não julgo ninguem, não emito julgamentos morais, não gosto de controvérsias, mas confesso que sinto imediata e profunda identificação - uma identificação que dispensa palavras, discursos e pregações - por aqueles que não comem seres vivos.
E faço mais uma confissão: se eu comesse animais, nada me impediria de comer seres humanos. Sou vegetariano.
NÃO MATARÁS!

Cláudio Cavalcanti

0 comentários:

Postar um comentário

Previsão do Tempo

Related Posts with Thumbnails
 
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivos Vinoblok

Copyright 2010 . - All Rights Reserved.
Designed by Web2feel.com | Bloggerized by Lasantha - Premiumbloggertemplates.com | Affordable HTML Templates from Herotemplates.com.